Sábado 26 de Setembro, 2020
« Setembro de 2020 »
D S T Q Q S S
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3
Território GAC Alto Minho

A área de intervenção do GAC Alto Minho abrangeu as 18 freguesias litorâneas e estuarinas dos concelhos de Vila Nova de Cerveira, Caminha e Viana do Castelo, pertencentes à NUT III do Minho-Lima, e outras 3 do concelho de Esposende, que integra a NUT III do Cávado.

A zona de intervenção estendeu-se, assim, por uma zona de costa de 60 km e por uma zona paralela ao rio Minho com cerca de 15 km, abrangendo 21 freguesias dos quatro concelhos, com uma área de 14.582 ha, o que corresponde a cerca de 23 por cento da área total deste território.

Ao nível da população residente, as 21 freguesias consideradas contêm 60.889 habitantes (INE, Censos 2001), o que representa cerca de 41 por cento da população total dos quatro concelhos. O maior número de habitantes deste território concentra-se no concelho de Viana do Castelo, seguido de Esposende, Caminha e Vila Nova de Cerveira. Neste território, a população dependente da pesca é de 1878 indivíduos, segundo dados de 2004.

As intervenções no âmbito do GAC Alto Minho foram aplicáveis nas seguintes freguesias:

  • Município de Vila Nova de Cerveira: Vila Nova de Cerveira;

  • Município de Caminha: Âncora, Caminha (Matriz), Cristelo, Lanhelas, Moledo, Seixas, Vila Praia de Âncora e Vilarelho;

  • Município de Viana do Castelo: Afife, Anha, Areosa, Carreço, Castelo do Neiva, Chafé, Darque, Monserrate e Santa Maria Maior;

  • Município de Esposende: Esposende, Fão e Apúlia.
Porém, pretendeu-se que o impacto destas intervenções ultrapassasse as fronteiras das freguesias elegíveis e que também se reflectisse no desenvolvimento dos concelhos.

© 2020 - Todos os direitos reservados.